PESTO GENOVESE

segunda-feira, 25 de julho de 2011 | Categoria(s): Massas Acompanhamentos
  • Tempo de preparo: 30 Min.
  • Rendimento: 8 Porções
  • 1 Estrelha2 Estrelhas3 Estrelhas4 Estrelhas5 Estrelhas Sem votos
    Loading ... Loading ...
Esta receita foi elaborada com um pesto , trazido por minha filha que estava morando na Itália, mas comprado de uma família que o faz artesanalmente. Maravilhoso.
A região da Ligúria é uma província ao noroeste da Itália a terra dos limões sicilianos e do pesto. Dizem que esta receita original ficou guardada por séculos somente nessa região e só em meados de 1980, foi descoberta pelos outros italianos e mais tarde pelos europeus e americanos.  Hoje dizemos que o Pesto alla Genovese tornou-se um prato mundial, conhecido e encontrado em qualquer lugar do mundo.
Andando pela Ligúria, quase toda casa tem um vasinho de basílico (como é chamado por lá).
Para fazer um bom pesto, tenha à mão um azeite de qualidade e manjericão fresco.
Se não tem pinoli, coloque castanha do Pará ou nozes. Elas é que vão dar aquela textura ao molho.
Esta abaixo é a receita original do Pesto Genovese

Ingredientes:

4 maços de manjericão
1 copo de azeite de oliva extra virgem
3 colheres de queijo parmigiano reggiano ralado.
3 colheres de queijo pecorino
2 dentes de alho
1 punhado de pinoli
sal grosso 

Modo de Fazer:

Primeiro, lave em água fria as folhas de manjericão e seque-as com um pano.
Pegue um pilão de mármore ou louça e amasse os dentes de alho, colocando aos poucos o sal grosso. Vá juntando as folhas de basilício e amasse em movimentos firmes, mas que não triturem completamente as folhas.  Quando o manjericão tiver soltado um líquido verde brilhante, você pode juntar os pinolis.  
Finalmente, acrescente os queijos e o óleo de oliva. O ideal e servi-lo assim que terminar, para que conserve o aroma. Esta receita dá para 400 grs. de massa. 

Vale lembrar que sempre que for cozinhar um macarrão, não se deve salgar a água, muito menos colocar algum tipo de óleo. “O óleo na água formará uma camada sobre a massa fazendo com que ela perca a porosidade que garante a aderência do molho”.
Outra dica é que não o faço no pilão e sim coloco tudo num processador ou liquidificador. O macete é não bater demasiadamente e sim deixando pedacinhos.
Bom apetite!

Enviar para e-mail

Comentários via Facebook:

Nenhum comentário no Blog:

Deixe seu comentário: