CARACÓIS, CARACOLETAS OU SIMPLESMENTE ESCARGOTS

quinta-feira, 30 de maio de 2013 | Categoria(s): Dicas e Curiosidades Culinárias Gourmetour – Dicas de Viagem Entradas
Andando pelo Algarve no coração do centro histórico de Castro Marim avistamos o Forte de São Sebastião, uma edificação imponente, construção do século XVII, que dali de cima a vista ultrapassa fronteiras e cai sobre a Espanha e o Atlântico.
Subimos suas escadarias perigosíssimas e nos deparamos com inúmeras barraquinhas lá dentro da fortaleza.
Estávamos por acaso no FESTIVAL INTERNACIONAL DOS CARACÓIS.

Barracas de vários países e regiões de Portugal vendendo esta iguaria com diferentes formas de preparo. Famílias com crianças, centenas de pessoas nas mesas consumindo os caracóis com cerveja e vinho, acompanhados de pães e favas cozidas.
Este festival gastronômico acontece todo verão, em diferentes lugares de Portugal e com entrada livre.  Lá você compra e consome o que quiser.
Para comer os caracóis à portuguesa, vai ter que sujar as mãos, pegar no caracol com dois dedos e tirar o bicho lá de dentro com um palito como estou fazendo na foto.

 Estes pequenos como o próprio chef me descrevia, foram colocados em água e o segredo são os temperos, muito coentro, alho, orégano, folhas de louro, sal e azeite, ficam ali cozinhando pelo menos por 2 horas e depois servidos em porções com pães, os palitinhos para retirar e lógico, muita cerveja.

Confesso que tive receio de comer, mas como inúmeras pessoas se deliciavam, resolvi experimentar o que segundo falaram ali são consumidas toneladas de caracóis. E é interessante você andando pelas cidades, Lisboa, Cascais e demais, nas portas dos restaurantes e bares, você vê escritos cartazes indicando “Há Caracóis”.
Comemos de várias formas preparadas, dos grandes aos pequenininhos. Os grandes são servidos com uma pinça para segurá-los e um garfinho próprio para retirar o conteúdo de dentro da concha, são mais “chic”. 

 

Mais ou menos são como ostras, ou você adora ou nem se atreve a prova-los. O que posso dizer é que o sabor é agradável e ate mais, os maiores servidos gratinados, são
deliciosos. 
Olhem estes na churrasqueira assando os coitadinhos, não acreditei. Depois pegam e colocam molhos deliciosos por cima.
Como falei os maiores, servidos com uma manteiga de ervas e gratinados, deliciosos.
Confesso que foi uma experiência única. E pesquisando depois no Brasil também já temos criatórios em grande escala destas “lesminhas”, que são fornecidos para restaurantes de alta gastronomia. 

Valeu.

Enviar para e-mail

Comentários via Facebook:

Nenhum comentário no Blog:

Deixe seu comentário: